quinta-feira, 12 de março de 2015

Atmosfera Surreal


Um dos principais ícones do movimento surrealista, René Magritte (1898- 1967) ficou conhecido por compor obras rigorosamente insólitas através de processos ilusionistas, sempre contrastando o realismo dos objetos com a atmosfera irreal dos conjuntos.

Com “Le Blanc Seing” (O Cavalo Branco) não foi diferente: a pintura é uma metáfora simbólica do subconsciente humano, representando a justaposição de objetos comuns numa cena comum, todavia questiona: o que é visível e o que não é? Se alguém cavalga por um bosque, a princípio vemo-lo, depois não, contudo sabemos que está lá.

De que forma isto pode se relacionar com o período em que vivemos atualmente? Um dos principais objetivos da arte – independente da expressão utilizada – é questionar a vida e o homem, independente também do período que ela foi composta. As obras de René nos fazem refletir, de um modo geral, sobre a capacidade humana de compreender, imaginar ou assumir a ignorância.

O que vemos é o que realmente o que está acontecendo? Que tanto nosso Brasil tenta omitir, sendo que sabes do que temos conhecimento? Talvez seja hora da sociedade se revoltar sim, iniciar uma revolução, mas sabemos com o que estamos lidando? E, principalmente, por o que estamos lutando?

quarta-feira, 11 de março de 2015

Como foi?

Foi bom.

Me fez sentir como nos velhos tempos, quando eu era uma pessoa feia e vazia, me lembrou como era viver sozinha. Uma ou dias paquerar, babacas que não conhecem minhas feridas, mas que, em outros tempos, seriam pessoas ideais para uma fugira.

Não preciso mais fazer isso.

Quer dizer, acho que não preciso.

Apesar de não compartilhar meus segredos, hoje eu tenho você, na saúde e na doença. Apenas. Todavia, talvez fosse melhor adotar um estranho de vez em quando, pra falar da via, fantasiar histórias, ouvir de novo aqueles falsos elogios. Nós sabemos que se trata de mentiras, mas massagear o ego é bom, faz bem pra autoestima.

Quem disse que quando se ama um casal se completa?

sexta-feira, 6 de março de 2015

Comício Monstro

Atualmente, os veículos de comunicação são uteis para toda a sociedade, mas não começou assim. Primeiramente, surgiu devido ao grande interesse dos militares e da política, sendo muito usado nas primeiras guerras, entre frotas de navios e tudo mais. Posteriormente, descobriu-se a vantagem comercial de tais mídias, então toda forma de entretenimento tinha como objetivo vender um produto ou serviço.

Com o rádio não foi diferente. Através de transmissões de palestras, discursos, programações musicais e etc, a prostituição da comunicação se fazia presente. Não demorou para que surgisse as primeiras rádios piratas...

Enfim, podemos afirmar que hoje muitas pessoas, empresas e organizações usem as mídias por uma boa finalidade, que promete cooperar com a sociedade. Mas infelizmente, temos os mal feitores, que se aproveitam das vantagens da comunicação de massa para poluir as mentes dos nossos jovens, das pessoas carentes e inocentes.
O microfone como megafone
Propaga o nazismo pelas praças
Pela rádio o sangue escorre

A voz se faz presente pela caixa
Todavia a mídia só prostitui
O monopólio como indústria

segunda-feira, 2 de março de 2015

A Comunicação Sintoniza o Rádio

O desenvolvimento dos aparelhos de comunicação estava intimamente ligado com o avanço dos estudos sobre física. Conforme os meios de transportes evoluíam, a velocidade e o alcanço das informações transmitidas aumentavam também.

Primeiramente, com os correios, depois pela telegrafia, enfim a telefonia e então o rádio, com ambos os conceitos se interligando de alguma forma. De início, o avanço da comunicação se deve ao interesse militar estratégico por facilitarem as comunicações entre os navios de uma frota.

A capacidade do rádio em alcançar centenas ou milhares de pessoas representou um marco na história da comunicação: era um milagre científico. Mas a radiofusão sonora é resultado do trabalho de vários pesquisadores em diversos países ao longo do tempo.

Linha do Tempo

Período
Feitor
Feito
Séc 18
Benjamin Franklin
Transmissão de sinais por meio da eletricidade
1837
Samuel Morse
Telegrafia com fios
1863
Jamens Clerk Maxwell
Ondas eletromagnéticas (teoria)
1876
Alexander Graham Bell
Telefonia com fios
1887
Heinrich Rudolf Hertz
Ondas eletromagnéticas (experimento)
1887 – 1892
Edouard Branly/Oliver Lodge
Coesor
1895 – 1897
Guglielmo Marconi
Radiotelegrafia
1904
John Ambrose Fleming
Válvula Diodo
1906
Lee DeForest
Válvula Triodo
Reginald Fressenden/Ernest Alexanderson
Primeira transmissão de som sem fios


Created By Sora Templates